Leite materno e AIDS

Apesar de mães infectadas com HIV ser uma contra-indicação para amamentar seus filhos, pode ser que no futuro isso mude de figura…

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos, na Universidade da Carolina do Norte, descobriu que ratos alimentados com leite materno, misturado ao vírus da AIDS, não eram infectados. Segundo estes resultados poderá pensar-se que o leite materno tem a capacidade de destruir o vírus e prevenir a transmissão.

Para Victor Garcia, responsável pelo estudo, “nenhuma criança deveria ser infectada pelo vírus por mamar. A amamentação nutre e previne o bebê de outras infecções”, segundo o Daily Mail.

Neste mesmo estudo defende-se que apesar do leite materno ser uma das fontes de contaminação vertical (quando passa da mãe para o bebê), a maioria dos bebês que mamam não é infectada.

Os bebês correspondem a 15% dos casos de infecção pelo vírus HIV. Desses, 65% sobrevivem por um ano, e metade chega aos dois anos.

É importante não esquecer que este estudos foi feito em ratinhos, estudos mais aprofundados são necessários. No entanto, poderá já ser uma pequena esperança para as mamães seropositivas.

Entretanto, o Ministério da Saúde Brasileiro recomenda que as mães soropositivas não amamentem seus filhos, e que a mulher comece o tratamento para evitar a transmissão antes mesmo de engravidar. O acompanhamento pré-natal deve ser rigoroso, com o uso de antirretrovirais durante a gestação e o parto. Estas medidas reduzem em até 99% as chances de transmissão entre mãe e filho.

Publicado em 9 de janeiro de 2013 / Atualizado em 24 de janeiro de 2013

Leite materno protege contra a Aids. (2012).Revista Pais e Filhos. Retrieved from: Revistapaisefilhos.com.br

Ministério da Saúde. (2011). Atenção à Saúde do Recém-Nascido.

Wahl, A., Swanson, M. D., Nochi, T., Olesen, R., Denton, P. W., Chateau, M., & Garcia, J. V. (2012). Human Breast Milk and Antiretrovirals Dramatically Reduce Oral HIV-1 Transmission in BLT Humanized Mice. PLoS pathogens, 8(6), e1002732. doi:10.1371/journal.ppat.1002732

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar