Mitos com recém-nascido

Quando o assunto é o bebê existem muitos mitos que são falados. Apesar de o principal intuito é ajudar, preste atenção nesses conselhos, pois nem sempre são baseados cientificamente.

Em seguida, a  Rede Mãe esclarece alguns mitos:

  •  O bebê alimentado ao seio precisa de beber água

MITO! Dar água a um bebê com menos de seis meses é desnecessário e pode mesmo ser perigoso! Um bebê que é alimentado exclusivamente pelo leite materno ou leite especial adaptado, não necessita de água extra a não ser, em caso de perdas significativas de líquidos, através de vômitos, diarreias, febre elevada ou perdas acentuadas de água através do suor. E lembre-se que  88% do seu leite é água!

  • Os bebês não vêm nada

MITO! Quando nasce o seu bebê já é capaz de ver o seu rosto. De fato os bebés conseguem ver, embora seja a uma curta distância (entre os 15 e os 30 centímetros). A partir dos 2 meses já será capaz de fixar o olhar e focar objetos. Com 3 meses, vai conseguir acompanhar o andar das pessoas.

  • Se tem diarreia, não o deve amamentar

MITO! Em caso de diarreia leve, recomenda-se aumentar a frequência da amamentação. Quando o bebê está com diarreia moderada ou grave, os pais devem procurar imediatamente a orientação dos profissionais de saúde e continuar a amamentar.

  • Não deve sair de casa

MITO! Dar uma volta faz bem tanto à mãe como ao bebê ! Não existe uma recomendação exata sobre o momento em que o bebê pode sair de casa, mas é conveniente habituá-los a sair à rua desde cedo. A Rede Mãe recomenda que os passeios sejam curtos (não superior a 2 horas). Deverá evitar levar o seu bebê a lugares com muitas pessoas, ambientes fechados onde se fume ou onde haja alguma pessoa doente.

  • Não deve cortar as unhas ao bebê

MITO! Existem bebês que já nascem com as unhas grandes e estas devem ser cortadas logo após o nascimento. Use uma tesoura própria, com as pontas redondas  e lâminas curtas, e corte ao longo da extremidade do dedo, respeitando a sua curva, mas sem cortar demasiado para evitar acidentes. Abandone teorias antigas que mandavam os pais roerem as unhas dos bebês. A tarefa necessita de muita calma, e o melhor momento será quando seu bebê estiver dormindo.

 

Publicado em 8 de janeiro de 2013 / Atualizado em 22 de março de 2013

Medipédia: Conteúdos e Serviços de Saúde.

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar