Peso na gravidez e peso do bebê ao nascimento – que relação?

A duração de sua gravidez, seu peso pré gravídico e o ganho de peso durante a gravidez são alguns fatores que determinam o peso de seu bebê à nascença e, consequentemente, o estado de saúde dele.

É por essa razão que seu estilo de vida e hábitos alimentares, antes e durante a gravidez, são tão importantes!!

Durante a gravidez o seu ganho de peso é essencial, pois ele não indica apenas ganho de gordura (tecido adiposo). Durante os 9 meses de gravidez seu peso vai aumentar às custas do peso dos produtos da concepção (feto, líquido amniótico e placenta) e do aumento de seus tecidos (aumento do volume sanguíneo e líquido extracelular, aumento do útero e do volume das mamas e de tecido adiposo).

O aumento de gordura ocorre principalmente no segundo trimestre. Os valores médios do aumento de peso de cada componente são:

Produtos da conceção (Kg)Tecidos maternos (Kg)
FetoLíquido amnióticoPlacentaSangueLíquido extracelularÚteroMamasTecido adiposo
2,7 – 3,60,9 – 1,40,9 – 1,41,6 – 1,80,9 – 1,41,4 – 1,80,7 – 0,93,6 – 4,5

 

Desta forma, o Institute of Medicine – IOM dos EUA, em 2009, fez recomendações para o ganho de peso na gravidez. Elas são específicas de acordo ao seu Índice de Massa Corporal anterior à gravidez e incluem recomendações específicas para mulheres obesas:

IMC(*) antes da gravidezGanho total de peso (kg)Ganho de peso
MínimoMáximo1º Trimestre
(total)
2º Trimestre
(kg /semana)
3º Trimestre
(kg /semana)
Baixo peso
(? 18,49)
12,5180,5 – 20,45 – 0,60
Peso normal
(18,5–24,9)
11160,27 – 0,45
Excesso de peso
(25,0–29,9)
711,50,22 – 0,32
Obesidade
(? 30,0)
590,18 – 0,27

(*) O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma relação simples de peso-altura, utilizada para classificar em magreza, peso normal, excesso de peso ou obesidade, em adultos não atletas. Define-se pelo peso (em kg) dividido pelo quadrado da altura (em metros). IMC = [peso/(altura*altura)].

 

Claro que seu peso não vai ser o único fator a influenciar o peso de seu bebê no nascimento, mas se seu aumento de peso durante a gravidez for adequado, as probabilidades de ele nascer com um tamanho saudável são bem maiores.

Ou seja, durante a gravidez, sua alimentação e ganho de peso influenciam o peso de seu bebê ao nascer, o risco dele no futuro ser obeso e, em última instância, a saúde dele:

  • Se seu bebê nascer com um peso elevado a probabilidade de ele ter excesso de peso ou ser obeso vai ser elevada, e consequentemente outras doenças crônicas.
  • Mas, se ele nascer com baixo peso, também vai ser provável que no futuro seu bebê tenha excesso de peso ou seja obeso.

Porquê? Porque é provável que enquanto estivesse na sua barriga, ele não tenha recebido uma quantidade suficiente de nutrientes necessários para o crescimento ótimo e aí o organismo dele vai aprender a “poupar energia” para sobreviver. Depois de nascer, ao estar perante uma imensidão de alimentos cheios de energia, o organismo vai armazenar essa energia da mesma forma, o que vai fazer com que seu bebê aumente demais o peso dele.

É importante ter atenção ao seu peso para no final não ter aumentado mais quilos do que os recomendados. Mas também nunca pense em restringir muito sua alimentação, pois poderá estar a colocar em causa o crescimento e desenvolvimento de seu bebê. Nunca esqueça que você está gerando um bebê!!!

Daí que seja essencial você ser acompanhada sempre pelo médico e nutricionista, para que consiga controlar seu peso e, mais que isso, manter hábitos alimentares saudáveis e adequados.

Publicado em 1 de outubro de 2012 / Atualizado em 24 de maio de 2013

Institute of Medicine. (2009). Weight Gain During Pregnancy: Reexamining the Guidelines.

World Health Organization (WHO). BMI Classification. Retrieved from: WHO

Melo, M. Ganho de peso na gestação. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Retrieved from: Abeso.org.br

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar