Preparo da mamadeira

Apesar do leite materno ser o melhor e mais saudável alimento para o bebê, são muitos os pais que julgam que o leite materno é fraco e não está alimentando o seu filho suficientemente. Em outros casos, tem mães que não querem ou não podem mesmo amamentar seus bebês, por contra-indicação médica. Aí é costume recorrer aos leites em pó (leite de fórmula). Também existem muitos pais que utilizam este tipo de leite apenas para complementar o leite materno.

Estes leites são feitos, industrialmente, à base de leite de vaca ou de produto de soja.

Os bebês com necessidades nutricionais específicas, devem tomar leites fabricados especificamente para sua necessidade. Em qualquer um dos casos, é importante que seja o pediatra ou nutricionista a indicar qual o tipo de leite de fórmula que deve dar para o seu bebê.

Existem vários tipos de leites de fórmula, apropriados a cada idade do bebê, ou então alguns de utilização específica para algumas doenças.

Todas as fórmulas são feitas a partir de leite de vaca desnatado (ou à base de soja – por exemplo, adequadas a crianças com alergia à proteína do leite de vaca ou vegetarianas) e suplementadas com outros nutrientes de origem vegetal, de forma a ficar o mais semelhante possível ao leite materno.

Para preparar estas fórmulas, você deve seguir as indicações que o fabricante coloca no rótulo, mais é importante que você tenha alguns cuidados:

O aleitamento materno tem muitas mais vantagens que o leite de fórmula, como pode ver aqui, entre os quais a aceitação de novos alimentos no futuro é maior em crianças que são amamentadas e estão mais protegidas contra algumas doenças do intestino e até mesmo da obesidade.

Também o uso da mamadeira não está recomendado pela Sociedade de Pediatria Brasileira, pois o uso de mamadeira, bico ou chupeta prejudica a amamentação e sua utilização prolongada afeta a dentição e a fala da criança. Por isso, devia preferir dar o leite no copinho ou na colher.

 

 

Publicado em 24 de dezembro de 2012 / Atualizado em 4 de dezembro de 2013

Hausner, H., Nicklaus, S., Issanchou, S., Mølgaard, C., & Møller, P. (2010). Breastfeeding facilitates acceptance of a novel dietary flavour compound. Clinical Nutrition.

Oddy, W. (2012). Infant feeding and obesity risk in the child. Breastfeed review: professional publication of the Nursing Mothers Association of Australia.

Veja o que a nossa comunidade está dizendo sobre este tema e comente! Comentar